Quer ser concursado da Caixa? Confira tudo o que você precisa saber!

Quando se fala em concurso público, não tem jeito, alguns órgãos sempre estarão na lista daqueles onde as pessoas mais sonham conquistar uma oportunidade, e claro, a Caixa Econômica Federal está entre eles. Há boas chances que em 2022 aconteça um novo processo para contratação de milhares de servidores Brasil afora, e quanto mais informações forem conhecidas e quanto antes for iniciada a preparação, maiores serão as chances de alcançar um bom desempenho no dia da prova. Por isso preparamos esse post especial, contando tudo o que é necessário saber para se tornar um concursado da Caixa.

De imediato é importante destacar que os aprovados no concurso CEF costumam contar com vencimentos iniciais bastante atraentes e inúmeros benefícios, uma jornada de trabalho reduzida, e um dos fatores mais interessantes, a possibilidade de crescer profissionalmente. Não a toa, sempre que um edital do concurso Caixa é divulgado, existe a certeza de que haverá uma quantidade enorme de inscritos e, consequentemente, uma concorrência grande por uma das vagas.

Falando especificamente especificamente sobre os cargos do concurso da Caixa, muito embora em algumas ocasiões aconteça de outros também serem ofertados (em sua maioria ligados à área de Tecnologia da Informação), apenas um está presente em 99,9% dos certames: Técnico Bancário. E é exatamente em relação a ele que dedicaremos as próximas linhas.

Concursado da Caixa – Técnico Bancário

Um dos pontos que melhor justifica a enorme quantidade de inscrições sempre que um novo concurso da Caixa é anunciado, certamente é o fato de, para poder participar, ser exigido que os candidatos possuam apenas o nível médio de escolaridade. Esse aspecto, aliado aos demais que já havíamos mencionado no início do texto, compõe o conjunto perfeito.

Para se ter uma noção, a remuneração inicial para o cargo atinge os R$ 3 mil, sem contar os demais acréscimos oriundos de participação em lucros e resultados, plano de saúde, plano de Previdência Complementar, auxílio alimentação/refeição, vale transporte, auxílio creche, além de acesso a ações de capacitação e desenvolvimento, e da já citada possibilidade de ascensão profissional. Tudo isso para uma jornada de trabalho de apenas 30 horas, semanais, ou seja, seis horas diárias.

Mas afinal de contas, o que faz o concursado da Caixa que conquista uma vaga para atuar como Técnico Bancário nessa que é uma das mais renomadas e fundamentais instituições que temos em nosso país? A gente te conta…

Missão: Execução de atividades bancárias, comercialização de produtos e serviços, prestação de
atendimento, realização de negócios e atividades administrativas, responsabilidade pelo sigilo das informações a que tenha acesso no uso de suas atribuições, com foco no alcance dos objetivos estatutários e estratégicos da CAIXA.

Principais Atribuições: prestar atendimento ao público, realizar negócios e comercializar produtos e serviços; identificar clientes, verificando a autenticidade de documentos, assinaturas e impressões digitais, quando realizada capacitação específica; efetuar atividades administrativas e operações bancárias, utilizando equipamentos e ferramentas tecnológicas; elaborar, redigir e conferir documentos e correspondências em geral; inserir e consultar dados em sistemas operacionais informatizados e outros aplicativos relacionados com suas atividades, assim como auxiliar em sua manutenção e aperfeiçoamento; efetuar cálculos diversos e controles numéricos; identificar e apontar oportunidades de melhorias nos processos em que atua; e executar outras atividades inerentes ao conteúdo ocupacional dos cargos.

O que cai no concurso da Caixa?

Agora vamos falar sobre as etapas em si que, quando se trata de concurso Caixa nível médio, são compostas por provas objetivas compostas por questões de conhecimentos básicos e conhecimentos específicos, além de uma redação que, costumeiramente, costuma ser pedida em formato de prosa, com texto dissertativo-argumentativo.

Mas vamos focar especificamente na avaliação de múltipla escolha, e quais são os assuntos que podem vir a ser cobrados. Para isso vamos usar como base o último concurso Caixa Econômica Federal no qual foram oferecidas vagas para a função de Técnico Bancário. O conteúdo programático foi o seguinte:

  • Língua Portuguesa
    • Compreensão e Interpretação de Textos
    • Concordância Verbal e Nominal
    • Significação das Palavras
    • Emprego da Crase
    • Emprego das Classes de Palavras
    • Pontuação
    • Colocação do Pronome Átono
    • Regência Nominal e Verbal
    • Acentuação Gráfica
    • Ortografia Oficial
    • Redação Oficial
    • Sintaxe da Oração e do Período
  • Matemática Financeira
    • Juros Compostos
    • Sequências
    • Descontos
    • Sistema de Amortização – Sistema PRICE e SAC
    • Conceitos Gerais
    • Juros Simples
  • Conhecimentos Bancários
    • Sistema Financeiro Nacional
    • Produtos Bancários
    • Pessoa Física e Jurídica
    • Taxas de Juros de Curto Prazo e a Curva de Juros
    • Moeda e Política Monetária
    • Artigo 37 da Constituição Federal
    • Legislação Anticorrupção
    • Mercado Financeiro e Seus Desdobramentos
    • Dinâmica do Mercado
    • Noções de Mercado de Câmbio
    • Noções de Mercado de Capitais
  • Noções de Probabilidade e Estatística
    • Cálculo de Probabilidade
    • Medidas de Tendência Central e de Dispersão
    • População e Amostra
    • Teorema de Bayes e Probabilidade Condicional
  • Conhecimentos de Informática
    • Edição de Textos, Planilhas e Apresentações
    • Redes de Computadores
    • Navegador Web
    • Correio Eletrônico, Grupos de Discussão e Fóruns
    • Conceitos de Organização e de Gerenciamento de Informações
  • Atendimento Bancário
    • Técnicas de Vendas
    • Padrões de Qualidade no Atendimento aos Clientes
    • Gestão da Experiência do Cliente
    • Segmentação de Mercado
    • Código de Proteção e Defesa do Consumidor
    • Comportamento do Consumidor
    • Gestão da Qualidade em Serviços

Como se tornar um concursado da Caixa

Como mencionamos algumas vezes no decorrer do texto, os certames tendem a ser muito concorridos, prova disso são os números dos processos seletivos anteriores, que costumam facilmente ultrapassar os R$ 1 milhão de inscritos. E claro, o próximo concurso Caixa Econômica Federal não será diferente, portanto, estar muito bem preparado é fundamental.

E primeira dica é que você não precisa aguardar pela publicação do novo edital para iniciar os estudos. Muito pelo contrário! Quanto antes você o fizer, maiores serão suas chances, pois terá vantagem em relação aos concorrentes. Nisso entramos então na segunda dica, que é investir em um bom curso online para concurso da Caixa.

Nele você terá acesso a videoaulas para concursos focadas, claro, no concurso Caixa. Porém, não são videoaulas quaisquer, e sim organizadas em formato de plano de estudos, apresentando os assuntos que mais têm chances de serem cobrados, e em ordem de importância. Todas elas, claro, gravadas por professores especialistas, que sabem muito bem como te deixar plenamente preparado para quando chegar o dia da prova.

Desta forma, você estuda de forma otimizada, garantindo tempo suficiente para incluir em sua rotina de estudos para ser um concursado da Caixa outras atividades como revisões, resolução de questões (com as quais é possível treinar através de plataforma também disponibilizada pelo curso online para concursos).

Então é isso, esperamos que esse texto tenha sido esclarecedor e informativo o suficiente para te deixar ainda mais empolgado para ir em busca da realização dos seus sonhos. Portanto, inicie agora mesmo sua preparação e, as inscrições do concurso Caixa Econômica sejam abertas, você já esteja praticamente pronto para garantir o melhor desempenho.

Bons estudos!

Deixe seu Comentário